Game of thrones: neste domingo não tem
Game of thrones: neste domingo não tem

Acabou a temporada de Game of thrones e, ao contrário da temporada anterior, meio que sabemos o que vai acontecer na próxima. Então o melhor é pensarmos no que aconteceu.

– Cersei matou todo mundo e pronto. A história dos Lannisters contra o Papa foi de uma chatice sem tamanho e vamos falar a verdade: no julgamento estariam certamente a maioria dos nobres, clérigos e funcionários de alto escalão de King’s Landing. Ela matou todo mundo (e como estava usando crianças para finalizar o seu plano, fica claro que ela não tinha outros aliados). O resultado é que não há ninguém para sustentar o golpe dela, exceto Jamie, que não é exatamente um Eduardo Cunha. Mas, para fazer qualquer sentido, Jamie terá de mata-la. Por isso tantos diálogos, com o como Lord Frey, para mexer com lado ético do coitado.

– Arya falhou todos os testes e não aprendeu nada, mas ainda assim está lá matando (como um assassino treinado mata, cortando a garganta e não a barriga) um dos nomes na lista dela. Viva, mas, considerando que o treinamento dela deixou mais do que evidente o quanto os roteiristas sabem o que vai acontecer, mas não têm a menor habilidade em fazer acontecer.

– Jon é o rei do norte e não é filho (não é surpresa) de Ned. Um grande prêmio pela incompetência.

– O bigodinho e Sansa deveriam ter se beijado. Ao menos, seria melhor que os diálogos e os olhares que fazem dela um dos personagens mais incoerentes da série. Não que pessoas não possam ser incoerentes, mas as representações de Sansa são inconsistentes demais. Ao menos sabemos que os deuses deram ao bigodinho o poder de estar em qualquer lugar, quando bem entender. Tudo bem, ele não é o único com esse poder.

– Varys também tem esse poder. Um produtor com um pouco de senso, diria que um vulcão explodiu e destruiu Dorne e todos que lá vivem. Mas não, eles insistem em trazer as mulheres vestidas de figurantes de filme dos Trapalhões e mostrar mais uma vez como a cronologia da série foi para o saco. Eles sabem sobre o ato terrorista de Cersei, mas ainda assim, quando Jamie chega na cidade, ainda há fogo sobre as cinzas e ele parece até um pouco surpreso.

– Daenerys e Tyrion são (ou foram) dois dos favoritos da série. É claro que teríamos aquele diálogo, a despeito do fato que Tyrion não ter sido útil em nada para ela. Quase perdeu a cidade, na verdade.  Mas suponho, que todo rei tem de ter um anão de estimação.

– O corvo de três olhos é mais um stark chato. E desculpe, o cara tem o poder de ir ao passado e observar e não dá dois passos para frente para ouvir o que a tia disse para o pai? Falta de honestidade dos narradores que querem esconder do público algo pelo simples poder de esconder. Uma boa história não é cheia de surpresas. Ela é bem contada e quando você conta bem, o que vai acontecer é tão inevitável que qualquer um prestando atenção sabe o que vai acontecer.

– Tem mais gente? Só seria importante se fosse a Brienne, não é, então esquece.


#gameofthrones

Deixe seu comentário